A viajem de Tatiana parte 2

A viajem de Tatiana parte 2 é a segunda parte da história sobre um amor longe. Acompanhe mais um conto da Tatiana e eu aguardo a sua nota e o seu comentário neste conto.

Conto erótico lésbico – A viajem de Tatiana parte 2

Enquanto Tatiana não volta, resolvi me divertir. Comprei revistas, livros e alguns filmes que encontrei na internet. Curtas-metragens, músicas, shows… tentei de tudo, mas nada prendia a minha atenção. Até que esbarrei em um pacote escondido entre minha cama e a parede. Não me lembrava daquele embrulho e, com receio, resolvi abri-lo.
Ao desembrulhar o pacote muito bem planejado, não contive o sorriso diante do cartão escrito com letras femininas:

 

Querido passarinho verde (era assim que Tatiana me chamava na intimidade),

Estou muito feliz ao seu lado e também muito satisfeita com nossa vida sexual. Acho que não precisamos desse livro, mas espero que seja um passatempo pra você na minha ausência. Se você aprender alguma coisa nesse tempo que estou fora, trate de guardar para minha chegada. Estarei cheia de vontade de você!
Assinado: Seu dengo!

Olhei para capa do livro, CAMA SUTRA LÉSBICO, e sorri como uma criança que acaba de ganhar um brinquedo novo. Mas, por enquanto, era só o livro – o brinquedo viria depois. Folheei o livro durante algum tempo. Tinha muita coisa interessante e acredito que sempre há algo a ser aprendido ou recordado. Mais algumas páginas e o tesão invadiu meu corpo, me deixando com vontade de realizar fantasias antes escondidas, despertadas pelo presente de Tatiana. Contive a vontade de me tocar e encontrar áreas erógenas e fui ao computador. Queria agradecer o presente, descrever os sentimentos e o desejo, coisas que não conseguiria explicar por mensagem de celular.

 

Oi meu Dengo,

Acabei de encontrar seu presente. Foi preciso menos de 20 páginas para me deixar molhada, mas estou me controlando para não fazer sem você. A cama está tão quente e espaçosa, já que não tem ninguém me empurrando com o bumbum.
Saudade do seu bumbum super grande, do seu cheiro. Adoro quando ele fica em mim. Não sei como seria me tocar sem ao menos imaginar suas mãos delicadas, tirando a parte íntima da camisola… Está mais difícil conter a vontade de você e minha respiração neste instante já não é a mesma.
Já não me sinto tão forte sem seu corpo inteiro sobre o meu e sem os seus cabelos negros caindo sobre meus olhos enquanto você me beija (risos).
Será que falta muito pra você chegar? Parei de contar quando completou uma semana… Quanto mais terei que esperar?

Beijos do seu passarinho verde!

Volta logo!

O tesão deu lugar à tristeza, que invadiu e dominou minhas emoções. A saudade que persistia doía e machucava. Novamente me senti uma criança, só que dessa vez sem o brinquedo e totalmente indefesa. Enxuguei as lágrimas que rolaram sem minha permissão, contive o soluço e voltei à leitura, menos empolgada, mas pensativa e pouco atenta. Meia hora depois, a resposta de Tatiana devolveu em mim o sorriso roubado e a alegria na ponta dos dedos.

 

Também estou com saudade, meu passarinho!

Não ter você em meus braços me faz muito mal. Tive que conter o impulso de recordar o seu toque por diversas vezes e, em algumas vezes, eu confesso, falhei. Tenho você sempre em meus pensamentos. Nos momentos de solidão, minhas mãos e dedos se tornaram as suas mãos e dedos, e rapidamente fui levada à exaustão por um orgasmo cheio de saudade e intensidade.
Sem você a cama fica vazia e eu não tenho ninguém para empurrar com o meu bumbum muito grande (risos).
Ler as suas mensagens no celular, abrir os seus e-mails, ouvir a sua voz, pensar em você… Essa é a receita para a saudade. Ninguém deveria ficar longe do seu amor. Como em outros dias, estou contendo o impulso para não voltar hoje pros seus braços.
Não demora muito e serei novamente sua, mas tenho assuntos que preciso tratar com minha mãe. Esse tempo com a minha família será importante para todos. Sei que você entende.
Não quero mais que se contenha, quero que se toque e se entregue. Me imagine te beijando e tocando, explorando o seu corpo como assumidamente gosto de fazer… Quero que goze pensando em mim, pois eu gozarei pensando em você.
Sempre sua.

Seu Dengo!

As palavras “sempre sua” ecoaram nos meus ouvidos e me fizeram sentir completa. O medo e a saudade me abandonaram por alguns instantes e então fiz como ordenado por Tatiana… Voltei imediatamente ao livro, reli as páginas, toquei meu corpo, gozei deliciosamente e adormeci, sonhando estar em seus braços.

———————————

Leia também a continuação desta história, dê a sua nota para esse conto e eu aguardo o seu comentário.

Conto erótico lésbico A volta de Tatiana parte 1

Related Posts

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked.