Conto erotico – Adoro… cada parte do seu corpo

Conto erótico – Adoro… cada parte do seu corpo!

Vou me perdendo nos teus beijos,
me aquecendo nos teus abraços,
me inspirando nos teus desejos.
me entregando às fantasias…

Te despirei com minha boca e meus pensamentos.
Tomarei teu corpo por inteiro e por horas irei governá-lo,
Tornando submissa aos meus caprichos.
Quero novamente te acariciar,
explorar teu corpo…

Ouvir nossos gemidos, sussurros,
sua boca na minha,
nossas salivas se misturando,
nosso entrelaçar de línguas….

Eu poderia beijá-la assim para sempre.
Não consigo tirar a minha boca do seu corpo.
Estou ficando tão molhada.

Amo quando você pressiona seus quadris desse jeito contra os meus.
Você sempre me deixa louca, mas hoje realmente se superou, hein?
Não vejo a hora de ter você outra vez naquela posição.

Nossa, minhas pernas estão bambas até agora.
Estou com muita vontade de fazer amor com você.
No verdadeiro amor, a alma é que envolve o corpo..

Gosto! Ah! Como gosto! Do cheiro do teu corpo e desse jeito meio louco que tens de me beijar. Gosto! Ah! Como gosto! De sonhar com o teu corpo, sempre perto do meu corpo, quando estou a trabalhar. Gosto! Ah! Como gosto de sentir todo o teu corpo, bem juntinho do meu corpo, me fazendo delirar. Gosto! Ah! Como gosto! Do gosto do teu corpo e desse grito meio rouco que emites ao me amar. Gosto! Ah! Como gosto! Do fruto do teu corpo que colado ao meu corpo me faz delira, nos fazendo até chorar.

Você provoca em mim os desejos mais secretos… Faz com que meu pensamento voe e viaje por caminhos de prazer e êxtase… Desejo-te por inteiro, com toda a força e carinho… Com tremor no corpo e na voz e com um desejo quase insaciável de sentir você junto a mim. Você tem o poder de me abalar… E um poder quase que irresponsavelmente deixar tudo de lado e ficar com você. Você me excita e eu gosto…”.

Oh, aquele olhar! aquele olhar! Gruda-se em mim, me cerca, me envolve e me queima (…)… sinto-o sob minhas vestes, como um tecido em chamas, que nada pode desgrudar do meu corpo.

Quero sentir teu beijo quente arrepiando a minha pele, dando inveja a tanta gente…

Mas, fauno, sinto o vento do mar roçar-me os braços
Anjo, sinto o calor do vento nas espumas
Passarinho, sinto o ninho nos teus pêlos…

Esse texto foi escrito por Vínicius de Morais e editado pelo Blog Mulheres Novas

Related Posts

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked.