convite a perdicao parte final

Convite a perdição, aventura 3 – parte final

No dia seguinte acordei com o telefone tocando.
– Alô
– Dona Gabriela, é o Tomaz aqui da recepção, tem uma senhorita te procurando.
– Hum? Quem?
– Dona Lara.
– Nossa.
– Alô. Alô.
– Oi, desculpa.
– Ela pode subir?
– Pode sim. Só segura ela uns 5 minutos por favor.
– OK.
– Karla… Karla…
– Hmmm.
– Acorda.
– Hmmm.
– Sua irmã está subindo.
– O que?
– Isso mesmo.
Ela então saiu correndo da cama, foi ao banheiro, jogou uma água no rosto, se vestiu numa velocidade quase impossível. Antes de terminar, duas batidas na porta fez com que a gente se assustasse.
– Um minuto.
– Não, abre logo, preciso falar com você.
– Estou indo.
Abri a porta devagar para que ela não entrasse de uma vez.
– Você brigou com a Karla ontem, vocês discutiram? Você a deixou em casa? Ela não dormiu lá na noite passada. Ela não é de fazer essas coisas.
– Calma.
– Calma porque não é sua irmã
– Calma, ela está aqui.
– O queeeeeeeeeeee?
– Oi, bom dia La.
– Bom dia? Você está louca?
– O que foi?
– Você quase me matou do coração e ainda pergunta o que foi?
– Não seja exagerada vai.
Enquanto as duas discutiam, fui me distanciando lentamente para não sobrar para mim, coisa que sabia que aconteceria mais cedo ou mais tarde.
– E você, certeza que isso foi ideia sua.
– O que? Calma, aconteceu poxa.
– Então quer dizer que acontece de você dormir com toda menina que encontra nas suas viagens?
– Sim. NÃO. NÃO. Aconteceu, surgiu o clima. Por favor, a Karla é maior de idade, e não fizemos nada de errado.
– Não estou questionando isso, mas sim por ela não ter avisado.
– Desculpa La, eu realmente não me lembrei.
– Percebe-se. Foi bom pelo menos?
– Eeeeei, não sei qual papo de irmãs vocês tem, mas estou aqui.
– Menina mole. Ok, depois você me conta Ka.
– Aff.
– Eu irei para casa, preciso de um banho e trocar de roupa. A gente se vê mais tarde Gabi?
– Sim, claro.
– Vamos Lara.
– Estou indo, pode ir na frente.
Karla saiu do meu quarto e me deixou lá sozinha com a Lara me olhando fixamente, pela minha cabeça havia passado várias possibilidades, uma delas era que Lara me mataria, mas o contrário aconteceu.
– Então quer dizer que a senhorita pegou minha irmã?
– Nossa!
– Relaxa, sou de boa com isso. Só não quero que ela se machuque, mas fora isso, gosto de saber que ela está se dando bem.
– Que bom. Olha, sua irmã é muito especial. Só isso.
– É eu sei. Somos opostos.
– Não Lara, pode desistir de usar essa mascara comigo, isso não vai colar.
– Ai, ai, lá vem você com essa de novo.
– Não, não é isso. Você se finge de mazinha, mas no fundo, já disse, é uma meninona. Tem opinião forte, é sim uma menina forte, mas só uma menina.
– Tudo bem, não irei discutir.
– Que bom, digo mais, tem uma música que acho que é sua cara. Acredito que você ira curtir.
– Qual?
“Só vou te contar
Porque você já é de casa.
Eu tenho um lado doce.
Que quase ninguém vê
Se dou festa, trato bem
Até quem chega de penetra
Quem me beija
Não consegue me esquecer…”

– E o resto?
– Ai você vai ter que procurar.
– Chata.
– Eu sei, mas você já está apaixonada por mim, confessa.
– Não confesso nada se você não confessar primeiro.
– Sério isso?
– Cala a boca e vamos logo dar uma volta.
Fim
Nota da autora: Meninas lindas que moram no coração da Katinha aqui, não fiquem triste, as aventuras da Gabi continuam. Sugestões de cidades e situações que ela possa viver, só enviar por e-mail ou deixar nos comentários que prometo que todas serão respondidas e utilizadas. Um super beijo.
Ps.: Saletinha, ainda terá a cena de sexo pela cam, aguarde.

Uma pena ter chegado ao fim né? mas se você gostou dessa história é só deixar um comentário abaixo que isso irá nos motivar a escrever mais. Ah… e se você puder, faça uma visita no anúncio abaixo, isso ajuda a manter o site no ar.

Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4 | Parte 5 – Final desta aventura

Related Posts

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked.