Sexo_lesbico_escuro_conto_erotico_com_foto

Dormindo fora de casa

Baseado no Texto da página – Contos lésbicos reais

Sentada no sofá da sala, ela faz tudo para me excitar, não consigo entender, como pode existir uma garota tão maluquinha. Nem se preocupa se vai aparecer alguém sem avisar. Ela simplesmente coloca a mão por dentro do shortinho jeans, passando o dedinho em seu sexo molhadinho e em seguida coloca na boca, chupando de uma forma tão sensual que me deixa completamente molhada.

Que delicia de mulher! Bundinha gostosa, seios grandes, coxas grossas, toda perfeitinha… Dou uma olhada de soslaio para ver se vem alguém e para minha sorte estamos sozinhas, então a pego pela cintura e beijo, beijo com gosto, chupando deliciosamente aquela linguinha, mas tudo isso com um medo e um receio danado de chegar alguém, imagine só o escândalo. (risos)

Um tesão tão grande que não da para esperar todos dormirem, tem que ser agora…
Ela me excita e eu também a excito, dou um último beijo, dou um tapinha na bundinha dela e a mando pro banheiro.
As ordens eram, ela deveria me ligar quando chegasse no banheiro. A maluquinha sabia muito bem cumprir esse tipo de ordem e nem sei quem é mais maluca, eu ou ela.

O celular então vibrou, atendo no primeiro toque, nossa que delicia escutar os gemidinhos daquela safada, minha safada. Estou muito molhada e desejando tê-la em meus braços. Vou também ao banheiro onde ela está e continuamos o jogo, uma de um lado e a outra do outro. Gozamos juntas.
Aah que fogo, que loucura, que desejo, que vontade de toca-la de verdade. Mas me recompondo e volto a realidade. Na sala, todos continuam alí, sem imaginar as nossas aventuras. Esse tipo de jogo me deixa sem ar e logo todos voltam sua atenção sobre mim.

– Você está tem? – Alguém pergunta.
– Sim! Gostaria apenas de tomar um copo de água – respondo sorrindo.

Me sentei e alguns minutos depois, lá vem ela, que mulher maluca. Impossível olhar para ela e não lembrar dos seus gemidos e principalmente não perder o ar. Só para brincar comigo ela me olha e pergunta:

-Vai dormir aqui hoje Mari?

Aiaiai… O que será que eu respondo!? Levo alguns segundos até conseguir formular uma resposta.

-Não Isa! Hoje não posso.
-Aah não, vai sim! E no meu quarto. Vai Mari por favor!?

E ai meninas aceito ou recuso?

 

Related Posts

two Comments

  1. Lari On 5 de fevereiro de 2015 at 4:03

    Prevejo altas sacanagens haha! Aceitaaa.

  2. Tamires On 9 de fevereiro de 2015 at 21:08

    Muito bom!
    Continuação quando?

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked.