Não para – conto erótico

Fico aqui pensando, lembrando… Imaginando, sonhando… Desejando-nos!! Já é noite, está tarde e estamos cansadas!! Te mando uma mensagem avisando que quero um beijo seu antes de ir para casa e por isso te aguardaria no posto de gasolina, depois que saíssemos da Faculdade. Você me olha com um sorriso consentindo. Então fui te aguardar no local combinado. Pouco tempo depois você aparece. Desço do carro e vou ao seu encontro. Você sorri e me beija o rosto. Eu aperto tua cintura, você se afasta e te puxo para perto de mim, te beijando a boca… E conversamos… De repente me pego outra vez na sua boca. Sua língua me invade, você chupa meus lábios enquanto toca meus seios. Começo a ficar excitada e sinto você eufórica; beijo seu pescoço e seus ombros; você desce a parte de cima do meu vestido e puxa meu sutiã para o lado baixando a cabeça para passar a língua nos meus seios. Sinto meu corpo arrepiar, sinto seu corpo incendiar… Você me solta e diz que precisa ir, mas eu não vou te deixar. Pego sua mão e enfio por baixo do meu vestido para que você perceba o quanto te quero e você não resisti, puxa minha calcinha e me toca… Te afasto!! As luzes da rua se apagam, já não tem mais ninguém no posto, me despeço de você, abro a porta e vou em direção ao meu carro… A rua está escura e de repente sinto uma respiração forte em minha nuca, alguém com os dedos entrelaçados em meus cabelos me puxa para calçada e me aperta contra parede: é você!! Sinto seus dentes no meu pescoço, sinto sua mão entre minhas pernas, sinto meus lábios nos seus, sinto seus seios em minhas mãos, sinto minhas mãos nas suas costas indo em direção à sua bunda, indo em direção à sua buceta. Abro sua calça! Você levanta meu vestido! Chupo seus seios, você me penetra com os dedos, eu arranho suas costas, você geme, eu digo que te amo, você me implora amor… Agora é você quem está contra a parede. Abaixo sua calça e me ajoelho. Abaixo sua calcinha enquanto você dobra uma das pernas e apoia na parede. Passo alguns segundos sentindo o cheiro da sua buceta, estou com saudades, quero senti-la por completo. Passo o nariz, os lábios e o rosto na sua pele, sinto cada vez mais seu cheiro; você responde da melhor forma… Deixando seu gozo escorrer entre suas pernas. Passo a língua saboreando cada gota, percorrendo o caminho até chegar na sua buceta e a penetro com minha língua. Você geme e eu enfio mais ainda a minha língua. Você agarra meus cabelos pedindo mais… Chupo seu grelo, você me chama de cachorra, vadia, vagabunda! Levanto e beijo sua boca. Você me puxa outra vez me colocando em cima do capô do carro. Abre meu vestido e chupa meus seios. Peço mais… Quero mais!!! Você me vira de costas, chupa os dedos e come meu cu! Come gostoso! Puxa meus cabelos e penetra meu cu!! Eu quero mais… Quero você em cima de mim. Me viro e te puxo para cima. Você se encaixa em mim… Um encaixe perfeito, sem precisar de dedos e línguas… Então nossos corpos vão se unindo outra vez. Meu quadril rebola no seu, seu quadril remexe no meu… Nossas bucetas se comem, se devoram… Se lambuzam de tesão e gozo… Nossas bocas se perdem e não paramos, cada vezes mais forte e rápido, mais intenso, mais quente, mais gemidos, mais sussurros… Não para… Não para… aaaaaaaaaaaaaaahhhhh…. Enfim.

Por: Tha.

Related Posts

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked.