saindo do armario

Saindo do armário

Ter um blog pode ser muito bom para fazer novas amizades, conhecer pessoas com assuntos em comum, fugir das redes sociais e, até mesmo, descobrir talentos, pois você faz coisas que nem imaginava antes. Com o “Site Mulheres Novas”, eu tive a oportunidade de mostrar um lado meu que ninguém conhecia, ser quem eu sou, sem medo das críticas. Também fiz algumas amizades e levei para o real algumas conversas que surgiram no mundo virtual e que parecia não ter nenhum futuro.
Ter um blog também me causou problemas, pois algumas mulheres passaram a acreditar que qualquer relação sexual comigo se tornaria um conto. Se tivesse vinho então…
Lamentável engano. Mesmo tentando explicar, a coisa ficou realmente feia pra mim e, por isso, acabei passando 8 meses sem postar novos contos. Claro que esse não foi o único motivo, mas foi um dos mais fortes.

Até que a porta do armário novamente se abriu.
O nome da garota que destrancou a fechadura é Samanta. (pausa para um suspiro)
Infelizmente, Samanta não mora em Salvador, onde moro desde meus 9 anos. Sansa, como a chamo na intimidade, mora em Curitiba e foi a primeira garota que me pediu para ser minha inspiração. Eu sempre cumpro minhas promessas, por isso, leiam, comentem e compartilhem. Pois Samanta merece.

Essa é a primeira vez que escrevo em terceira pessoa por isso estou demorando um pouco, não é fácil.

Aí vai um pedacinho do próximo post:

– Tem certeza que é esse o voo? – Perguntou Adriana quando os últimos passageiros passaram por ela – Acho que já desceu todo mundo.
– Tenho certeza sim – respondeu morena com irritação – Que horas são?
– São cinco minutos dês da última vez que você perguntou – Tentou acalmar a amiga.
– Estou nervosa. Pareço ansiosa? – perguntou Morena.
Adriana não respondeu, sabia que Morena estava ansiosa mais do que tudo, o frio do aeroporto não ajudava. A cada passageiro que desembarcava sua amiga ia ficando mais tensa.
– Lá está ela – disse Morena sem esconder o sorriso. Sentiu o mesmo frio na barriga que experimentou quando falou com Samanta a primeira vez ao telefone. Suas pernas vacilantes deram os primeiros passos em direção a uma nova história.
– Zorra… A mulher é gata – disse Adriana – Só precisa de um pouco de sol.
– Sol? – disse Morena entre sorrisos – quem liga pro Sol?

Continua… Acho que não preciso dizer que a Morena sou eu né. (risos)

Bjs Vinho!

Related Posts

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked.