conto erótico SexSual Anonima

SexSual Anônima

Típica noite de amigos.

Cerveja pra eles, uma coca com gelo e limão pra mim, muita risada, descontração e sinuca.
Entre uma tacada e outra, passo os olhos pelo salão e não sinto nenhum frenesi.
Fico pensando que se você não estivesse saindo com outras(os), estaríamos em casa, seu apartamento ou até um hotel fazendo mil loucuras na cama. Você com outra(o)… Disperso rapidamente o pensamento, pois não quero estragar o humor, muito menos a noite.
Uma amiga me chama de canto e me pergunta:
– Tá olhando pra você, na cara dura, desde a hora que entrou no salão.
Eu disfarçadamente olho de rabicho dos olhos e vejo uma linda mulher, morena, nem tão alta, nem tão baixa, que se encaixaria perfeitamente nos meus braços.
Cabelos negros, lisos, longos. Lindos e brilhantes. Pele branca e marcante.
Riso que se ouve de longe. Seios na medida pra um corpo que parece ser fora do normal.
Delicado e forte ao mesmo tempo, delineado com a calça jeans justa, marcando as coxas e quadris.
O busto com um decote da camisa transparente que me deixou fascinada só de olhar.
Ela está envolta nos braços, digo que FORTES braços, do namorado, acompanhante, parceiro, sei lá, em fim, grande e atraente até.
Me olha descaradamente enquanto o abraça.
Ele de costas pra mim, ela me fulminando com o olhar.
Balanço a cabeça e falo pra mim mesma:
– É impressão minha, essa mulher não está me devorando com os olhos.
Juro que as horas ficaram mais torturantes e menos corridas.
A moça me fita sempre que possível, provoca, atiça.
Eu a encaro e meço de cima embaixo. Olhar não mata, não arranca pedaço. Só o companheiro dela que pode me arrancar um pedaço bem arrancado(risos).
De repetente estremeço, ela o beija me olhando, me convidando a participar, passa a mão nas costas dele, pega firme nos braços, o beija sensualmente me dizendo: Quer?
Me levanto olhando estarrecida pra ela e me direciono ao banheiro. Fiquei desnorteada, muito excitada e louca de vontade de pegar ela ali mesmo, na frente de todos, possuir seu sexo, seu corpo.
Preciso rapidamente refrescar o rosto.
Entro no banheiro e quando passo fechando a porta, me viro e ali está ela.
Não acredito no que vejo.
Ela me diz: – Oi Linda!

– Oi, moça! Minha boca fica seca.
– Tem que ser rápido. Passa a língua nos lábios
– Sem problemas. Mordo a boca.

A porta esta destrancada. A adrenalina e o tesão são maiores do que o medo e receio de que alguém entre de supetão.
Ela abre a blusa deixando os seios aconchegados num sutiã preto de renda a mostra.
Tudo bem, não me importo. Dane-se o politicamente correto.
Num rápido movimento ela desabotoa a calça e eu já a envolvo num laço apertado.
Sua boca esta cheia de desejos, me devora, seu corpo quente pedindo pra ser explorado. Sua pele me convida pra me deliciar nos seus seio firmes, bicos duros de tanto tesão. Ela levanta minha camisa. Quase a rasga.
Enquanto preencho seu sexo, suas mãos percorrem minhas costas, suas unhas afagam minha pele.
Sua excitação escorre por meus dedos, estoco num ritmo constante e forte. Seu sexo pulsa e explode num gozo delicioso.
Ela me beija, desce da bancada e sussurra ao meu ouvido:

– Vou deixar o gozo escorrendo na minha calcinha pra que eu possa lembrar e reviver essa pegada deliciosa. Solto um riso sacana e bobo.

Dizendo isso, fecha o zíper da calça, se olha no espelho, eu abaixo a camisa e me recomponho. Ela sai do banheiro, olho no relógio.
5 minutos. 5 deliciosos e intensos minutos. Nossa, que delicia!!
Me ajeito e volto aos meus amigos. Sempre rindo, brincando uns com os outros, nada percebem.
A moça, esta saindo com o parceiro, pagando a conta. Me olha de longe, rindo a toa nos braços dele. Eu rindo mais ainda por dentro.
Ela passa e me dá um tchau discreto pelas costas dele.
Nem sei seu nome, de onde é ou o que faz.
Já saindo vem um garçom e me diz: – Deixaram pra você.
Pego um guardanapo dobrado delicadamente.
Escrito com uma letra toda torneada está um número de telefone e logo abaixo assinado: Moça!

Esse conto foi escrito por Lexie Modigli e postado originalmente no recanto das letras.

Related Posts

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked.